Make your own free website on Tripod.com

aaa.jpg

Bem Vindo
Palmarés Desportivo
Dados pessoais
1.ª Fase da Pré Época
Como Planear o Treino
Início de Época
O Treino
O Treinador
Planeamento
Metodologia do jogo
O Novo Futsal
O futuro do Futsal
Sistemas Defensivos
Mandamentos do Treinador
Imprensa Desportiva
Os meus links
Historia do Futsal em Portugal
As Minhas Fotos
O futuro do Futsal

A formação está ser bem dirigida em Portugal?

Em Janeiro de 2002 estava eu a tirar o curso de treinador de Futsal quando alguém da FPF nos disse que a modalidade estava a crescer cada vez mais e que já era a segunda mais praticada do País.

Até aqui não tinha dito nada que eu já não sabia e mais, podia ter dito se informa-se que Portugal é dos Países que mais aposta na formação

Continuou e informou-nos numa situação muito importante que já não era necessário mais o seu crescimento mas sim melhorar quem a ensinava.

Muito bem estava eu presente perante alguém que estava interessado no presente e no futuro nos caminhos desta modalidade.

Concordo com ideia pois a meu ver existem muitas colectividades que não têm alguém formado a ajudar os seus atletas e principalmente alguém formado que indique o caminho que a sua colectividade deve optar para bem do clube e principalmente para bem do atleta.

 

Na minha opinião penso de só existem dois caminhos para os clubes trabalharem.

Sabemos que cada vez mais existem dificuldades para manterem os seus escalões nas provas oficiais, pois o País em que vivemos dá-nos provas disso e sempre que inicia uma nova época, corremos atrás de patrocínios e de apoios que nos dão garantias para não faltar nada que estava planeado para essa mesma época.

 

O caminho certo para Clubes que apostam numa equipa sénior:

 

Finalmente a FPF impôs uma regra em que os clubes só poderão participar em provas oficias se inscreverem cinco atletas formados no mesmo clube.

Falta saber se essa regra favorece o atleta formado ou simplesmente vais ser inscrito porque assim a FPF obriga e não irá ter oportunidades de ajudar a equipa e nem sequer poderá ser emprestado a outro clube para rodar e continuar a sua margem de progressão.

Sendo assim os clubes vão continuar a apostar em jogadores estrangeiros ou jogadores já formados de outros clubes pois são estes é que dão garantias aos treinadores.

Acho que para quem tem a equipa sénior, deve também apostar em ter juvenis e juniores para no futuro ser mais fácil de obter as mesmas garantias.

Estas garantias serão mais baratas e quem sabe no futuro ser uma mais valia em termos monetários.

 

O caminho para os Clubes que só apostam na formação:

 

Na minha opinião esses clubes só deverão ter até quatro escalões ou seja escolas, infantis, iniciados e juvenis.

Nunca devem optar por terem juniores pois não faz sentido porque não têm uma equipa seniores para os atletas terem ambições de poderem entrarem no futuro.

Mesmo se os clubes optarem por terem uma equipa juniores terão que ter muitas atenções para poderem dar mais ajudas ao atletas.

Terão que criar protocolos com outros clubes para poderem aceitarem atletas do seu clube, dialogar com treinadores de equipas seniores para irem ver jogos e treinos desses atletas e só isso já é uma grande ajuda.

A meu ver nunca devem criar juniores, mas sim só até juvenis e ai coloca-los em equipas que têm juniores e seniores, para poderem tem mais hipóteses de entrarem nos seniores pois são dois anos que os atletas irão ter que dar o máximo para convencer o treinador que de certeza irá observa-los com mais frequência.

 

Pedro Costa

cima.jpg